Dias de Luta, Dias de Glória - Charlie Brown Jr., O Musical

A TRAJETÓRIA DE 20 ANOS DE UMA DAS BANDAS MAIS ICÔNICAS DO ROCK BRASILEIRO E DO MUNDO DO SKATE GANHA ADAPTAÇÃO PARA OS PALCOS
Escrito por Well Rianc, dirigido por Bruno e Luiz Sorrentino, em cartaz desde 13 de março, no Teatro Gamaro
FOTO: Fék Benvenuti e Paula Carpi
Um artista multifacetado, um colecionador de sucessos, um poeta atemporal. Assim pode ser definido o paulistano Alexandre Magno Abrão, mais conhecido como Chorão, fundador, e vocalista de uma das bandas brasileiras mais icônicas do mundo do Skate, Charlie Brown Jr., e que agora terá sua trajetória adaptada para os palcos.

Fundada em 1992, na cidade de Santos, Chorão foi o único integrante que esteve presente em todas as formações da banda, o que faz dele o personagem principal de “Dias de luta, Dias de glória, Charlie Brown Jr., o Musical", que revisita as duas décadas de sucesso dos meninos que conquistaram o público com um estilo musical próprio, misturando ritmos como rock, hardcore, reggae, rap e o skate punk em seus clássicos sucessos como “Zoio de Lula”, “Proibida Pra Mim”, “Meu Novo Mundo”, e a canção título “Dias de Luta, Dias de Glória”.
Estrelado pelo rapper DZ6, o responsável por recontar essa história já traz na bagagem uma relação intensa com o público e o palco. Conhecido por seu trabalho como vocalista da banda Billy Nuggets, considerada por muitos fãs o mais fiel tributo ao CHARLIE BROWN JR., o cantor, que sempre respirou os ares da arte e da vida sob o shape, aceitou o desafio de resgatar a memória dos fãs através de uma cronologia verídica, ao lado de Carolina Oliveira, Júlio Oliveira, Patrícia Coelho e grande elenco.
No palco, 23 atores, três skatistas, e uma banda com cinco músicos dividem espaço com uma pista de skate, que representa a cultura sempre presente no universo da banda santista, e com os grafites feitos pelo artista Wellington Naberezny, mais conhecido como Sipros, que dão liga às cenas, apresentadas à platéia sempre pela ótica do próprio Chorão, e que passarão por uma sequência de fatos que vão desde sua chegada ao litoral, com 17 anos, em 1987, a formação da banda em 1992, o reconhecimento comercial, em 1999, até a trágica morte do vocalista, em 2013.
FOTO: Fék Benvenuti e Paula Carpi
"Nada se compara a emoção de mexer com histórias reais, de lutas e glórias. O musical sobre a banda Charlie Brown Jr. é isso, uma singela homenagem cheia de detalhes, que não abre mão dos altos e baixos, e relata vinte anos de uma trajetória de sucesso, com muita verdade, sensibilidade, sem abrir mão da boa  música e do bom humor", diz o diretor Bruno Sorrentino.
”Com muita garra e energia, este é um musical que retrata a batalha do dia-a-dia de um rockstar que brilhou 20 anos no mercado musical. Com uma linguagem espontânea e verdadeira, ele agrega três gerações e vários segmentos de arte, como o grafitti, a música, a poesia, a dramaturgia, a dança, e muita luz”, complementa o diretor Luiz Sorrentino.
Detalhado e bem pontuado, o texto, escrito por Well Rianc, relata não só o estrondoso sucesso daqueles que tinham como diferencial uma conexão direta com o público jovem, através de suas letras muitas vezes discursadas, divididas entre relatos românticos e criticas a sociedade, como também os casos, acasos e polêmicas - pessoais e profissionais - dos envolvidos; Fatos estes que para serem apresentados ao público, contaram com a colaboração de amigos e familiares dos músicos, especialmente Alexandre Abrão, filho do vocalista, que cedeu os direitos para que o projeto pudesse sair do papel.
"Dias de Luta, Dias de Glória" é o resumo de muitas coisas: lágrimas, sorrisos, suor e garra. Me sinto honrado e feliz por fazer parte deste incrível e emocionante projeto, pois assim como o Chorão, eu também tenho uma alma que é feita de sonhos", diz o roteirista Well Rianc.
Foto: Luís França
Sob a direção de Bruno Sorrentino e Luiz Sorrentino, a direção musical de Marcel Balieiro, coreografias de Guto Muniz e coreografias de skate de Matheus Ribeiro, e cenografia da S3 Produções Artísticas, responsável também pela realização do projeto, o musical tem o patrocínio do Grupo Gamaro, referência no mercado imobiliário do país, o co-patrocínio da Dafiti, e o patrocínio promocional da New Era, que assina também os souvenirs oficiais exclusivos, bem como “A Loja dos Musicais”, itens que poderão ser adquiridos durante toda a temporada do espetáculo, que inclui em seu roteiro, além de São Paulo, cidades como Santos, Curitiba e Rio de Janeiro.
Foto: Luís França
Sobre a banda Charlie Brown Jr.
Com 10 álbuns de estúdio, dois ao vivo, duas coletâneas, e seis DVD's lançados, a banda conta ainda com 30 vídeografias e 15 canções emplacadas em trilhas de novela e programas de TV, além de colecionar indicações e prêmios importantes no mercado fonográfico, o que inclui cinco vitórias no VMB, nas categorias "Banda Revelação" em 1998, "Escolha da Audiência" e "Melhor Videoclipe de Rock", duas no Grammy Latino, como "Melhor Álbum de Rock Brasileiro", e duas no Prêmio Multishow, como "Melhor Canção" e "Melhor Videoclipe". 
Sobre o Grupo Gamaro
O Grupo GAMARO foi fundado em 2005 a partir da cisão com a Universidade Anhembi Morumbi como uma empresa patrimonial com foco na administração dos imóveis da universidade. Em 2014, depois de construir quase 110 mil m2 de ABL (área bruta locável), principalmente para o segmento educacional, o grupo criou a incorporadora GAMARO Desenvolvimento Imobiliário com o objetivo de diversificação do portfólio com foco no segmento residencial de médio e alto padrão, além de imóveis corporativos e salas comerciais. A incorporadora possui um banco de terrenos que possibilita, sem novas aquisições, o lançamento de R$ 2,5 bilhões (Valor Geral de Vendas) em até cinco anos. Além da incorporadora, o Grupo GAMARO conta com o Teatro Gamaro, fundado em 2009, localizado no bairro da Mooca, e com a Fundação Brasil 2000, uma instituição sem fins lucrativos que conta a Web Radio Brasil 2000.
Foto: Luís França
Elenco: Ari Cegatto, Bruno de Castro, Bruno Soares, Carolina Fernandes, Carolina Oliveira, Carolina Rocha, Charles Damásio, DZ6, Edson Lima, Gabriela Germano, Gustavo Della Serra, Gustavo Mazzei, Guto Muniz, Juliana Lucilha, Júlio Oliveira, Letícia Scopetta, Luís Navarro, Marco Antônio Moreira, Matheus Severo, Murilo Armacollo, Nina Sato, Patrícia Coelho, Rodolfo Martins
Skatistas: Caio Roque, Diego Fontes e Leonardo Senna

SERVIÇO
'DIAS DE LUTA, DIAS DE GLÓRIA - CHARLIE BROWN JR, O MUSICAL'
Estréia: 13 de março
Temporada:
 Previsão até 12 de julho
Local: Teatro Gamaro
Rua Dr. Almeida Lima, 1176 – Móoca - São Paulo
Telefone: 011 2872-1457
Horários:
Sexta -21h
Sábado – 21h
Domingo - 16h30
Valores:
Plateia VIP: R$150 (sextas e sábados) / R$100 (domingo 16h) / R$120 (domingo 19h30)
Plateia:
 R$120 (sextas e sábados) / R$90 (domingo 16h) / R$100 (domingo 19h30)
Mezanino 1:
 R$100 (sextas e sábados) / R$80 (domingo 16h) / R$90 (domingo 19h30)
Mezanino 2:
 R$80 (sextas e sábados) / R$70 (domingo 16h) / R$80 (domingo 19h30)
Vendas na bilheteria do teatro:
Horário da bilheteria: terça a domingo das 14 às 19 horas. 
Em dias de espetáculo, funciona até o início do mesmo.
Classificação etária: não recomendado para menores de 12 anos
Capacidade:
 752 lugares
Duração:
 135 minutos
Share on Google Plus

Sobre Crys Fernandes

    Blogger Comment
    Facebook Comment
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial